A energia solar promete muito, mas só conseguirá satisfazer nossas necessidades quando se tornar mais eficiente. Felizmente, a Sharp criou a célula solar mais eficiente do mundo, que converte incríveis 44,4% da luz incidente em eletricidade.

A célula usa um sistema especial, baseado em lentes, que concentra a luz solar na célula para ajudar a melhorar sua eficiência. Depois que a luz é focalizada, uma pilha de três camadas de foto-absorção a convertem em eletricidade.

Mesmo assim, não é tarefa fácil chegar a uma eficiência de 44,4%: por isso a Sharp investiu uma enorme quantidade de tempo para chegar a um tamanho de célula (pequeno!) que focalizasse a luz de forma adequada, e reduzisse perdas de energia entre as camadas.

A tecnologia é impressionante, mas você provavelmente não a verá em um telhado de casa tão cedo. Dispositivos exóticos como este são mais propensos a aparecer em uma nave espacial, a princípio, onde a eficiência sempre triunfa sobre o custo. Isso não quer dizer que nunca chegará a consumidores comuns – isso só deve levar um pouco de tempo. [PhysOrg]