O Wall Street Journal aponta uma tendência interessante: diversos filmes completos e enviados ilegalmente estão aparecendo em peso no YouTube, e os estúdios não estão fazendo nada a respeito.

De fato, uma rápida busca no YouTube traz versões completas de O Sexto Sentido, Enrolados, Battle Royale, O Ilusionista… Existe até uma página no Reddit dedicada apenas a listar filmes completos no YouTube.

O WSJ sugere que a maioria desses filmes são dos estúdios Walt Disney, Columbia e Tristar, que – por enquanto – não fizeram nada a respeito. Do WSJ:

Por que os estúdios de cinema não bloquearam os filmes por meio de um programa especial do YouTube chamado Content ID, para identificar conteúdo com direitos autorais, é um mistério.

No final de 2007, o Google lançou o Content ID, que ajuda a identificar material protegido por direitos autorais. Dessa forma, os proprietários de conteúdo podem evitar que ele apareça no YouTube, ou limitá-lo a determinados países. Os proprietários de conteúdo também podem optar por deixar o YouTube vender anúncios junto aos vídeos, e receber parte dos ganhos.

Claro, esta não é uma situação que vai durar por muito tempo: mais cedo ou mais tarde, esses estúdios vão ficar espertos e retirar os filmes. Mas, enquanto isso, você provavelmente poderá ter uma noite de filmes usando apenas o YouTube – se a ideia não lhe for moralmente preocupante. [WSJ]

Imagem por Pinkcandy/Shutterstock