O BlackBerry 10 foi lançado hoje nos Estados Unidos e chega ainda no primeiro semestre no Brasil. Antes de saber como o mercado vai receber o novo sistema para smartphones, a BlackBerry já projeta o seu futuro: talvez em tablets e notebooks.

Em entrevista à ABC News, o CEO da BlackBerry, Thorsten Heins, disse que a empresa está estudando formas de unificar o software do BB10 para que ele funcione também como um tablet e um laptop, além do smartphone. Heins disse que smartphones atualmente tem “o poder de um laptop” e por isso ele considera necessário criar um jeito de consolidar todos os dispositivos em apenas um. E ele quer fazer isso com o BB10.

Como isso funcionaria? Heins diz que a BlackBerry está trabalhando em diversos conceitos diferentes no momento, mas não deve demorar muito para ficarmos sabendo de algo: os planos de unificação serão mostrados já na BlackBerry World, que ocorre em maio. Ele explicou mais ou menos como idealiza essa consolidação:

“Estamos falando de uma experiência de computação móvel que farante que o usuário precise carregar apenas um dispositivo… e então ele liga periféricos que tornam a vida muito mais fácil do que é hoje, tendo que carregar um tablet, carregar um smartphone, carregar um laptop, ir até o escritório e usar um desktop.”

O Asus PadFone é, de certa forma, uma tentativa de unificar os vários dispositivos em apenas um. Ele é um smartphone e um tablet ao mesmo tempo, mas não conseguiu cair nas graças do grande público até agora. A Motorola também já fez a sua tentativa com o Lapdock, que vendeu tão mal que foi descontinuado no ano passado. A BlackBerry precisa apresentar então uma excelente forma de unificar as experiências. Afinal, a empresa não vai muito bem das pernas e o BB10 pode ser a sua última chance de se manter viva. [ABC News via TechCrunch, The Verge]