Muita gente tem celular da LG – ela é a terceira maior fabricante do mundo, atrás somente da Nokia e da Samsung. Mas poucos deles são smartphones, que trazem mesmo dinheiro à empresa: a LG não conseguiu vender nem um milhão de unidades de cada smartphone que lançou, decepcionando nos resultados financeiros e causando a queda do CEO Nam Yong.

No segundo trimestre, o lucro líquido da LG caiu em 33% por causa da divisão de celulares, que sofreu uma queda na receita – coisa que não acontecia desde 2006.

Com o pouco sucesso no mundo dos smartphones, a LG vem sofrendo do mesmo problema que a Nokia, empresa que anunciou a saída de três altos executivos em questão de dias.

Nam Yong, CEO e vice-presidente da LG desde 2007, será substituído por Koo Bon-joon, CEO da empresa de trading LG Internation. Bon-joon "deve reorganizar a empresa e lidar de forma ativa com a indústria de TI em constante mudança", de acordo com um gerente de fundos na Coreia do Sul próximo à situação.

A esperança para a LG é o Android e o Windows Phone 7, que integrarão a linha Optimus de smartphones. Vamos ver se o Optimus vai mesmo transformar (hein? hein?) esta gigante dos celulares. [Reuters]