Estrelado por Brad Pitt e Edward Norton, “Clube da Luta” (1999) é considerado um clássico do cinema — principalmente por suas atuações marcantes e por suas diversas cenas icônicas. Mas nem todos os espectadores assistiram à íntegra dessas cenas. Bem, pelo menos os espectadores chineses.

Por conta da censura rígida chinesa, poucos filmes estrangeiros estreiam por ano — e, em vários casos, com importantes cortes. “Clube da Luta” foi um deles, e chegou à China com um final alternativo. 

Recém-lançado na plataforma de streaming Tencent Vídeo, o filme levou fãs chineses a notarem que as cenas finais sofreram algumas mudanças. Não são alterações singelas: na verdade, elas distorcem drasticamente a mensagem anticapitalista e anarquista da produção. A notícia foi dada primeiro pela Vice.

A versão disponível no Tencent Video, aliás, dura 127 minutos, 12 minutos a menos que a obra original. 

No final original, o personagem de Norton, o Narrador, mata seu alter ego imaginário Tyler Durden (Brad Pitt). Na cena final, ainda vemos ele de mãos dadas com Marla, seu par romântico — vivida por Helena Bonham Carter –, contemplando a explosão de vários edifícios. A passagem sugere que o plano de seu personagem para acabar com a civilização moderna está em andamento.

Na China, o longa-metragem termina com o assassinato de Durden. O assassinato do personagem de Brad Pitt se mantém, mas a cena da explosão é substituída por uma tela preta com os dizeres: “A polícia rapidamente descobriu todo o plano e prendeu todos os criminosos, evitando com sucesso a explosão da bomba”. E acrescenta que Tyler — um produto da imaginação do Narrador — foi enviado para um “manicômio” para tratamento psicológico e mais tarde recebeu alta.

A alteração na história em que o Estado sai vencedor provocou indignação em alguns espectadores chineses, principalmente naqueles que teriam visto o longa original lançado em 1999. A Tencent não fez nenhum comentário sobre o tema e não está claro se a mudança foi ordenada pelos censores do governo chinês ou decidida pelos produtores originais do filme.

Se você não está na China e quer assistir Clube da Luta com sua conclusão original, o clássico está disponível nos catálogos da Netflix, do Amazon Prime Video e do Telecine.