Kevin Feige está acostumado a fazer filmes de super-heróis da Marvel que estão cheios de efeitos visuais. Mas, antes de assumir a direção de Os Eternos, Chloé Zhao não estava. Feige provavelmente não ficou surpreso com o desejo dela de usar locações de verdade quando possível, mas ficou surpreso quando viu que eles eram incríveis.

De acordo com uma reportagem da Variety sobre a nova diretora vencedora do Oscar, quando Zhao enviou algumas das primeiras imagens de Os Eternos para os poderosos da Disney poderem conferir, Feige disse que ficou pasmo:

“E eu tinha que ficar dizendo: ‘Isso saiu direto da câmera; não há nenhum efeito visual nisso tudo!’”, disse Feige. “Porque foi um lindo pôr do sol, com ondas perfeitas e névoa saindo da costa neste penhasco gigante — algo realmente impressionante.” Mais tarde, assistindo a Nomadland, ele reconheceu uma fotografia semelhante. “Oh! Isso não é apenas o que ela queria trazer para a Marvel”, ele se lembra de ter pensado. “Este é um estilo exclusivo.”

Assine a newsletter do Gizmodo

Dado o quão cósmicos e diferentes são os personagens e a premissa de Os Eternos, ter locações reais parece uma ótima maneira de ajudar literal e figurativamente a dar mais solidez o filme. A Marvel realmente teve sorte de conseguir que Zhao estivesse por trás do filme — não apenas por isso, é claro, mas pelos Oscars de Melhor Diretor e Melhor Filme que ela acabou de ganhar pelo aclamado Nomadland.

Claro, os efeitos visuais percorreram um longo caminho desde que Ewan McGregor passou um bom tempo atuando somente com um fundo verde em Star Wars, tentando imaginar onde ele estava e para o que estaria olhando — o que não ajudou em sua atuação, como ele mesmo disse em uma recente entrevista. Hoje em dia, tecnologias como o StageCraft ajudam os atores ao criar alguns cenários que quase parecem reais, como em The Mandalorian. Mas ainda não há nada tão poderoso quanto o mundo real para fazer você sentir que o que está vendo é de verdade, mesmo que seja um monte de pessoas fantasiadas de super-heróis.