No começo desta semana, surgiu uma polêmica envolvendo a última versão do Chrome, o navegador do Google. Com ela, fica muito fácil de o usuário ser forçado a fazer login no navegador sem nem perceber isso. O Google diz que vai fazer algumas mudanças para resolver o problema.

• Simplesmente não consigo largar o Google Chrome
• Chrome ganha novo visual, emojis e recursos na atualização de 10 anos

A nova versão do browser foi liberada no dia 5 de setembro, e muita gente não notou a mudança nos procedimentos de login. Entretanto, muitos desenvolvedores chamaram atenção para o fato de que, quando você faz login em algum produto do Google, como o Gmail, você passa a ficar automaticamente conectado ao Chrome com sua conta, e seu ícone de usuário fica aparecendo no canto superior direito do programa.

As pessoas temiam que este login automático significasse que a função de sincronização do Google também seria ativada. O Sync faz upload do seu histórico de navegação, favoritos, senhas e outros dados para o Google. Algumas pessoas gostam disso, porque, assim, você pode carregar seus dados de um navegador para outro. Outros, entretanto, não querem compartilhar informações com o Google.

No fim das contas, a sincronização continuava como um recurso que precisa do consentimento do usuário para ser ativado, mesmo com o login automático. Mesmo assim, algumas pessoas ficaram nervosas. Se você desconecta sua conta, sua atividade permanece armazenada apenas na sua máquina. A pegadinha para forçar a identificação dos usuários deixou muita gente brava com o Google.

Nesta terça, Zach Koch, gerente de produto do Chrome, publicou um post no blog da empresa. Ele diz que o Google ouviu o feedback dos usuários. Por isso, a companhia vai acrescentar uma opção para desativar o login automático na próxima atualização do navegador. Aqui está o que ele disse:

Embora achemos que a consistência de login ajudaria muitos usuários, estamos adicionando um controle, que permite desativar a ligação entre o login em serviços da web e o login no navegador. Para quem desativar essa função, entrar em um site do Google não vai fazer o navegador se conectar à mesma conta.

Para o Google, isso tem a ver com diminuir incidentes quando vários usuários compartilham um aparelho, porque um pode acabar navegando no login do outro. Para os críticos da medida, isso representa outro ataque às escolhas do usuário.

É bom ver que o Google vai colocar uma opção simples para mudar a configuração, mas muitos usuários podem não ficar sabendo disso. Nós entramos em contato com o Google para perguntar se os usuários serão notificados da opção quando a versão 70 chegar, em outubro, mas não recebemos uma resposta imediata.

Na verdade, já é possível desligar o login automático, se você quiser, por meio de uma solução improvisada. Copie e cole o seguinte texto na barra de endereço do navegador: chrome://flags/#account-consistency. Você deverá ver uma opção para desativar uma configuração com o texto “Identity consistency between browser and cookie jar”. Depois de fazer isso, reinicie o navegador e está pronto. Esse método obscuro pode mudar a qualquer momento. A nova configuração, por sua vez, deverá ser padrão e fácil de achar.

[Google via The Verge]

Imagem do topo: Google