A RIM lançou recentemente o tablet PlayBook no Brasil, e em breve trará três novos celulares: o BlackBerry Torch 9860 com touchscreen, o Curve 9360 com teclado físico, e o Bold 9900 com touchscreen e teclado físico. Todos rodam o novo BlackBerry OS 7, mas enquanto o Curve é mais simples, o Bold e o Torch têm processador de 1,2GHz e 768MB de RAM. O pessoal do This is my Next colocou as mãos nos três aparelhos, que chegam ao Brasil em novembro.

Primeiro falemos do Bold 9900, “o BlackBerry mais fino já feito” com 10,5mm de espessura. Ele combina o ótimo teclado físico do Bold 9000 com uma touchscreen de 2,8″ e 640×480 pixels. “A tela é uma das mais nítidas e vivas que já vi num celular”, diz o This is my Next. Ele tem processador de 1,2GHz e 768MB de RAM, e dá pra notar: “ele simplesmente voa quando se trata de desempenho em geral”. O This is my Next conclui que, pra quem é fã de BlackBerry, este é o melhor aparelho. Pra quem não é, melhor procurar em outro lugar – o BlackBerry OS é ultrapassado e a quantidade de apps é muito pequena.

Se o Bold 9900 parece ser ao menos ótimo para fãs de BB, o Torch 9860 não é recomendado nem pra eles. Ele não é de todo mau, como você pode ver no vídeo acima. Ele tem a CPU e RAM do Bold e o desempenho é muito bom. Mas ele não tem teclado físico – só uma touchscreen capacitiva de 3,7″ com resolução 480×800 – e aí mora o problema: “o teclado virtual do 9850 é um dos piores que já usei”, diz o TIMN. As teclas são pequenas e ficam juntas demais, provocando muitos erros, e você não pode usar um teclado alternativo (como no Android). Quando o teclado de um BlackBerry é ruim, meio que ele perde o sentido, não?

O Curve 9360 é o mais simples dos três, sem touchscreen mas com teclado físico, processador de 800MHz e 512MB de RAM. A tela de 2,44″ e resolução 480×360 “é boa de se ver”, segundo o This is my Next, e o teclado físico, “apesar de inferior ao do Bold, é um dos melhores do mercado”. Ele faz algum sentido se vier barato ao Brasil.

A RIM vai lançar os três aparelhos no Brasil em novembro, tanto em operadoras como no varejo, mas não divulgou preços. Como os smartphones em geral estão ficando cada vez menos caros, espero que a RIM seja sensata e cobre um valor mais justo por eles – dado que os aparelhos rodam o ultrapassado BlackBerry OS 7, a ser substituído pelo novo BBX ano que vem. [BlackBerry via Tecnoblog]