Ciclistas que enfrentam as ruas da cidade cheias de carros têm mais um perigo a se preocupar: o carbono negro da poluição no ar.

Um estudo recente observou a saúde respiratória de moradores de Londres que vão de bicicleta ou a pé para o trabalho. A equipe coletou amostras de secreção pulmonar e mediu a quantidade de carbono negro que cada grupo inalou. (O carbono negro é carbono puro produzido na combustão incompleta de combustíveis fósseis, por exemplo.) Eles descobriram que os ciclistas inalaram 2,3 vezes mais carbono negro que os que foram ao trabalho andando.

A equipe atribuiu este resultado pouco saudável à taxa de respiração mais alta dos ciclistas. Apesar dos ciclistas chegarem mais rápido ao trabalho e passarem menos tempo no ar poluído, ele inalam mais ar por causa do exercício. Eles também estão na rua, mais próximos dos carros e dos elementos nocivos que eles emitem. [European Respiratory Society via Scientific American]