Arqueólogos encontraram uma “vinícola” de 6.100 anos de idade na mesma caverna armena onde eles encontraram um sapato de 5.500 anos de idade. Você sabe o que isto significa? Que humanos começaram a fazer vinho pelo menos 600 anos antes de usar sapatos!

Bem, na verdade não significa isso. Mas por que você parece tão surpreso? Seres humanos amam vinho! E eles amavam vinho há 6.100 anos também:

Stefan K. Estreicher, um professor da Texas Tech University e autor do “Wine: From Neolithic Times to the 21st Century,” disse que a descoberta armena mostra “o quão importante era para eles” fazer vinho porque “eles gastaram bastante tempo e esforço para construir uma instalação para usar apenas uma vez ao ano” quando as uvas eram colhidas.

O vinho provavelmente era usado para fins de rituais, já que locais de sepultamento foram encontrados próximos à caverna. [Co-diretor da escavação] Dr. [Gregory] Areshian disse que pelo menos oito corpos foram encontrados até agora, incluindo uma criança, uma mulher, ossos de um homem idoso e, em vasos de cerâmica, crânios de três adolescentes (um ainda com tecido cerebral).

A vinícola consiste de “um barril para fermentação, uma prensa, frascos para armazenamento, uma tigela de barro e um copo feito a partir de um chifre de animal”. É o local de produção de vinho mais antigo já encontrado, mas não é a mais antiga evidência de consumo de vinho; resíduos em frascos encontrados a noroeste do Irã sugerem que o ato de fazer vinho data de pelo menos 7400 anos atrás. Mesmo assim, a sofisticação deste local pode indicar que a fabricação de vinho nesse período era mais elaborada do que o que era pensado anteriormente.

E há algo bacana sobre isso, não é? Pensar que há sete milênios atrás, seres humanos estavam fazendo a mesma coisa que você está fazendo? Claro, eles colhiam, fermentavam e prensavam seu próprio vinho, enquanto você vai numa loja de conveniências e esconde a bebida no seu casaco. E eles provavelmente bebiam o vinho tinto como parte de um elaborado ritual fúnebre, enquanto você bebe o seu como parte de um ritual bem menos elaborado de “assistir reprises de The King of Queens”. Mas a parte importante é esta: 7.000 anos atrás, assim como hoje, seres humanos estavam se embebedando com vinho tinto barato.

[NYT; imagem via Shutterstock]