Natal é uma data indissociável à memória afetiva. Não importa a idade que você tenha. Nos primeiros anos da vida, é impossível não lembrar do frio da barriga ao esperar o badalar do sininho e a chegada dos presentes debaixo da árvore de Natal. Mais adiante, impossível não associar a data à reunião dos entes queridos que a vida às vezes teima em distanciar. É uma ocasião de fartura e de reencontros: dois eixos que enchem o coração de qualquer um de alegria.

Pensando nisso, em parceria com o Telecine, separamos algumas indicações multiplataformas para você entrar no clima nostálgico, característico do espírito natalino. Confira!

Filme

O homem que Inventou o Natal

O Homem que Inventou o Natal” foi baseado no livro de Les Standiford e conta a história do romancista Charles Dickens, que em 1843 lançou “Um Conto de Natal”. A ideia é tão onipresente quanto à jornada do herói: alguém com algum problema moral, na época do Natal, recebe a visita de três fantasmas que lhe mostram o que realmente importa na vida e o destino terrível que podemos ter caso nos mantenhamos presos às coisas que não são realmente importantes. 

A história vai muito além de explicar como Dickens chegou à ideia de seu livro. Em dado momento, a narrativa se encaminha para uma conversa direta do autor e seu personagem: criador e criatura conversando frente a frente. A direção de Bharat Nalluri transita muito bem entre os momentos de fantasia e realidade e em dados momentos os mescla de forma altamente visual e didática. Misturando inspirações da vida real com uma imaginação incomparável, ele é capaz de criar personagens inesquecíveis que mudaram o Natal para sempre.

No Telecine, você pode assistir “O Homem que Inventou o Natal” a hora que quiser e do dispositivo que quiser pelo serviço de streaming de plataforma. Conheça!

Conto

Um conto de Natal, de Charles Dickens 

“Um Conto de Natal”, de Charles Dickens, é a obra retratada em “O Homem que Inventou o Natal”, nossa indicação anterior. A narrativa conta a história de Ebenezer Scrooge, uma pessoa de idade, sem amigos, que vivia olhando para seu próprio umbigo e nada o desagrava mais que o Natal. 

Scrooge vivia em um edifício fúnebre como ele. É quando na véspera de Natal, um espírito aparece em seu quarto, representando seu antigo e falecido sócio, Jacobo Marley, que disse estar ali para fazê-lo repensar de como vivia, porque agora ele teria que sofrer a vida toda pelo que foi anteriormente. Disse-lhe que nas noites seguintes viriam 3 espíritos visitá-lo. O do primeiro dia representava os natais passados; já o segundo o natal do presente; o último representava os natais do futuro. Essa jornada o faz repensar sobre como conduzira toda sua vida e torna-se o gatilho para uma mudança sem precedentes.

Álbum 

Elvis’ Christmas Album, Elvis Presley

Além de virtuoso senso rítmico, força interpretativa e um timbre de voz que o destacava entre os demais cantores populares, Elvis Presley conseguiu emplacar no panteão do rock um álbum de Natal, feito no mínimo interessante. 

O lado A do disco é rock’n roll; o lado B contém explorações gospel de seus mais tradicionais hinos. Não seria um verdadeiro álbum de Natal sem uma versão emocionante de “Silent Night”. E mesmo que o suave e sulista Elvis diminua um pouco demais as coisas, os estilos variados fazem toda a gravação valer a pena. É um dos únicos LPs clássicos de Natal.

Série

Black Mirror, episódio White Christmas

White Christmas é a prova definitiva de que Black Mirror é uma das séries mais impactantes da atualidade. Como de costume, nos faz pensar, preenchendo-nos de angústia através de suas críticas à tecnologia e a sociedade que estamos nos tornando. A estrutura narrativa é muito interessante, pois divide a trama em três distintos atos que funcionam quase como capítulos separados da série, embora todos eles se conectem no terceiro ato.

White Christmas fala sobre fugas e como a tecnologia novamente é um leme que se direciona no sentido dos anseios humanos e não, como muitos ainda a veem, uma panaceia para os males da vida. O episódio também apresenta algumas questões éticas. É discutível, no mínimo, uma estratégia de confissão forçada, assim como a escravização que uma personagem faz de sua representação em uma tecnologia, usando métodos de tortura para domesticá-la.

Este conteúdo é apresentado pelo Telecine, única plataforma dedicada exclusivamente a filmes. E vale lembrar que agora o Telecine é bem mais do que canais na sua televisão. Ele é também streaming para você assistir ao filme que quiser, pelo dispositivo que quiser e onde quiser.  Ao todo, o catálogo é formado por mais de 2.000 títulos, dos clássicos aos lançamentos saídos do cinema. Conheça os planos disponíveis e assine já!