Duetos para piano, reacts a covers de fãs e vídeos curtos dando notas para os looks que usavam nos anos 1970. A banda sueca Abba está de volta — e anda ativa como nunca no TikTok, onde tem 2 milhões de seguidores. Mas um perfil oficial na rede de vídeos curtos não é a única inovação tecnológica que envolvendo a banda.

Após quatro décadas de hiato, o Abba retorna em 2021 com o novo álbum Voyage, lançado no último dia 5 de novembro. A estreia, que está no top 40 da Billboard no Reino Unido, trouxe lançamentos como “I Still Have Faith in You“, “Don’t Shut me Down” e “Just a Notion“.

Junto com o álbum, o grupo anunciou que fará um show, em Londres, em 2022, em que usará hologramas dos integrantes. Houve também o lançamento do clipe “I Still Have Faith in You“. Nele, os membros originais — Björn Ulvaeus, Benny Andersson, Agnetha Fältskog e Anni-Frid Lyngstad — usaram roupas de captura de movimentos e foram rejuvenescidos. Isso que é surra de tecnologia.

O ritmo disco, popularizado pelo Abba há mais de quatro décadas, anda em alta novamente graças a nomes atuais do pop, como Dua Lipa, Doja Cat ou a cantora brasileira Iza. Com os sons de sintetizadores, a estética também da época está de volta — com maquiagens glam cheias de glitter, roupas reluzentes e lantejoulas. Mas ninguém melhor que o próprio Abba para fazer coro ao movimento.

Assine a newsletter do Gizmodo

O Pitchfork, um dos maiores sites de crítica de música, descreveu Voyage como “algum lugar entre a atração da nostalgia e a afeição dos dias atuais”.

Mesmo com as músicas novas, o grupo sabe que o clássico irá permanecer por muitos anos. É como disse Andersson ao The New York Times: “O que há para provar? Eles ainda vão tocar ‘Dancing Queen’ no próximo ano”. Disso, não há dúvidas.