As telas sensíveis a toque resistivas estão sendo aos poucos substituídas por telas capacitivas. E parece que a Universidade Carnegie Mellon e a Microsoft já estão pensando no próximo passo: uma touchscreen para o seu corpo, chamada Skinput.

Tá, você poderia arranjar um teclado a laser e projetá-lo no seu braço, mas o Skinput reconhece qual parte do seu corpo você tocou, baseado no som que a pele, o músculo ou o esqueleto fazem. Quem usa o Skinput precisa vestir uma pulseira que mede a pressão, aceleração e força, com um picoprojetor similar ao encontrado em alguns celulares, que projeta imagens na pele.

Esta tecnologia poderia ser usada com jogos, ou poderia ser ligada sem fio a um celular ou a um PC para uma forma diferente de inputar dados. Eu curto essa ideia de digitar no meu pulso, e ver a mensagem ser transmitida via Bluetooth para o celular no meu bolso — ou tirar meu sapato e projetar um teclado e menu na sola, que nem o Agente 86. [New Scientist]