Ao longo das próximas noites, quem observar o céu poderá ver Vênus, Marte e Júpiter andando juntos no céu da manhã. Aqui está o que você precisa saber sobre essa rara conjunção e como assistir.

De agora até a primeira semana de novembro, os planetas mais brilhantes no céu da noite – Vênus, Marte e Júpiter – vão aparecer como um trio de pontos brilhantes nas horas próximas ao amanhecer. E você não precisará de binóculo nem telescópio para ver. Essa conjunção rara não vai acontecer de novo até janeiro de 2021.

conjuncao-planetas-2

A melhor hora para ver os planetas será pouco antes do nascer do sol em direção ao leste, em todo o mundo, onde quer que haja um céu claro.

O maior e mais brilhante será Vênus. O gigante gasoso Júpiter vai aparecer 12 vezes mais fraco, e Marte 250 vezes mais fraco. Marte vai aparecer em uma direção ESE a uma altura de cerca de 25 graus acima do horizonte, enquanto Júpiter estará um pouco acima.

Eis como o astrônomo amador Ian Musgrave da Universidade de Adelaide explicou ao ABC News:

Conforme Júpiter aparece mais alto no céu, que completou a passagem por trás do Sol no fim do mês passado – assim como Marte -, e conforme eles se movem em suas órbitas eles vão encontrar Vênus, que chegou ao ponto mais distante da sua órbita antes de começar a voltar em direção ao Sol.

Então eles vão ficar muito perto um do outro porque as órbitas desses planetas estão praticamente no mesmo plano.

Eles podem ficar bem próximos, ou moderadamente próximos, e nesse caso em particular se você estiver acordado por volta das cinco da manhã, você conseguirá ver Vênus e Júpiter alinhados logo acima do horizonte.

Os planetas não estão próximos em um sentido literal. Eles ainda estão milhões de quilômetros distantes um dos outros, mas eles atingiram um ponto em suas órbitas em que aparecem alinhados da nossa perspectiva da Terra. Como Sam Lindsay da Royal Astronomical Society disse à BBC, o agrupamento é aleatório, e os planetas estão “caminhando em suas próprias órbitas ao redor do sol, o que leva tempo diferente para eles caminharem, e eles chegaram a um ponto em que aparecem alinhados no céu da Terra.”

A Lua crescente vai se juntar aos planetas na semana que vem.

“No dia 7 de novembro, Júpiter e a Lua crescente estarão bem próximos, com Vênus e Júpiter logo abaixo,” destacou Musgrave à ABC News. “E então no dia oito, você verá dois planetas, Marte e Vênus, bem próximos e também perto da Lua, de uma forma que deve ficar fantástica nas primeiras horas do dia.” [Armagh Observatory | BBC | ABC]