Medir um tubarão. Você pode pegá-lo pelo pescoço e medir com uma fita dos pés a cabeça. Ou você pode usar uma câmera e manter uma certa distância entre seu corpinho e aquele monte de dentes. É exatamente isso que os doutores Mark Meekan e Gabriel Vianna estão fazendo no santuário dos tubarões, em Palau: usando duas câmeras presas em um mastro, um diodo usado para sincronizar frames de vídeo e a geometria entre eles para medir os tubarões a distância.

A técnica, que é muito precisa, foi descrita inicialmente em uma tese chamada A Review of Underwater Stereo-Image Measurement for Marine Biology and Ecology Applications. [save our seas via The Scuttlefish; crédito de imagem: Peter Verhoog]