É melhor que alguém se apresse em implementar o lindo projeto da hidrópole hexagonal. Pra ontem. Primeiro porque tá cheio de espaço inútil no deserto. Depois, porque eu quero morar num lugar bacana assim:

De acordo com Andrew Kudless, do estúdio de design e arquitetura Matsy, este tipo de estrutura baseada em água pode se tornar "o fator fundamental no futuro da infraestrutura urbana no sudoeste norteamericano". Ele também diz que foi inspirado pelo romance Dune ("Duna", em português):

No famoso romance de 1965 por Frank Herbert, ele descreve um planeta que sofreu uma desertificação quase completa. Dune foi considerado o "primeiro romance ecológico planetário" e prevê um mundo distópico sem água. Os poucos habitantes que sobreviveram se abrigavam do ambiente inóspito no que podemos chamar de oásis subterrâneos. Longe de serem idílicos, estes refúgios, conhecidos por sietch, são essencialmente bancos subterrâneos de armazenamento de água. Água é riqueza nesta realidade alternativa. É preciosamente conservada, racionalizada com autoridade estrita e secretamente protegida.

Eu gosto da ideia. E gosto ainda mais do visual dela. [BLDGBLOG]