Os números que um smartphone quer realmente conquistar costumam ser: o máximo de pontos no coração de seu dono e zero ponto de ódio/vontade de jogar na parede. Mesmo assim, é sempre divertido e útil ver como os novos smartphones se comportam numa bateria de testes pesada, como num grande check-up. E foi isso que o pessoal da Anandtech fez. Confira.

A base do teste é confirmar se o novo Samsung Galaxy S II, com Android 2.3, é realmente monstruoso. O mistério por trás de seu processador, que não é nem da Qualcomm e nem é um Tegra 2, da NVIDIA, fica ainda maior depois dos benchmarks. Só sabemos que ele se chama Exynos 4210, tem 1GHz e talvez seja da própria empresa. Nos teste de Java, ele não viu ninguém no retrovisor:

Mas os aparelhos com processador Tegra 2 não ficaram nem um pouco para trás nos outros testes. O Optimus 2X, da LG, e o Atrix, da Motorola, foram muito bem no teste de navegador e no GLBenchmark 2.0 PRO:

Com os resultados, a Anandtech não titubeou em dizer:

A interface acelerada pela GPU usada no Android 2.3.1 faz o Galaxy S II parecer um pouco mais veloz do que os aparelhos com Tegra 2, mas isso não é algo unânime. Apesar de o carregamento de páginas ser parecido entre o Atrix e o Galaxy S II, o Tegra 2 parece lidar melhor com Flash do que o Exynos.

Eu não sei quanto a vocês, mas a sensação é que qualquer um desses aparelhos parece voar. E com uma velocidade incrível, os smartphones estão chegando perto dos computadores, com benchmarks assustadores. Depois de tudo isso, fica a questão: qual é o seu favorito? [Anandtech]