No sábado, os próximos robôs da missão Marte começarão sua missão rumo ao planeta vermelho. Só que dessa vez a NASA está mandando algo do tamanho de um carro. Como?

No passado, os robôs da NASA enviados para Marte eram bem pequenos. O Sojourner, primeiro da lista, tinha 65 cm e pesava 10 kg. Os dois seguintes, Spirit e Opportunity, eram um pouco paior: ambos tinham 1,6 metro de comprimento e pesavam 170 kg.

Mas no dia 26 de novembro, um novo robô chamado Curiosity será enviado para Marte. E o tal curioso movido a plutônio é bem grandinho — quase um bebê jupteriano. O Curiosity pesa 900 kg e tem 3 metros de comprimento. “Ele é do tamanho de um Mini Cooper com uma base de Humvee”, descreveu John Grotzinger, cientista do projeto, à BBC. Isso é grande.

Então como transportar de forma segura algo do tamanho de um carro até Marte? No passado, os rovers eram entregues em Marte por meio de paraquedas, mas o Curiosity é pesado demais para isso. Em vez disso, a NASA criou algo chamado skycrane.

Quando a pequena nave em que o Curiosity for transportado chegar a altitude de 1,6 km da superfície de Marte, um sistema especial de desaceleramento com dois foguetes em cada canto irá se separar, carregando o robô. Assim, quando a segunda parte do transportador estiver a 20 metros de altura, o robô será entregue por meio de cabos. Quando ele encostar no solo, os cabos serão separados com explosivos, e a segunda nave voará por aí e cairá em qualquer lugar. Se você ficou curioso, o G1 mostra uma simulação bem bacana criada pela NASA para mostrar como será o processo.

Ou pelo menos em teoria, certo? Porque isso parece um pouco perigoso para mim. E como vimos problemas recentes com robôs em Marte, como o Phobos-Grunt, há uma chance real de que algo dê errado.

Mesmo assim, vamos ser otimistas. Porque a NASA quer colocar algo do tamanho de um carro em Marte. Boa sorte, Curiosity. [BBC, G1 e The Economist; Imagem: NASA/JPL-Caltech]