Demorou um pouco, mas acertamos a previsão que chegaríamos este ano em Plutão, o planeta anão mais distante do nosso Sistema Solar — ele ainda é pequeno, mas é maior do que imaginávamos.  A sonda New Horizons da NASA, a responsável pela missão de registrar fotos e dados sobre o planeta, vem nos presenteando com as primeiras imagens em alta definição do planeta, como a foto acima, que mostra as montanhas geladas do planeta — e para registrá-las a sonda, lançada em 2006, viajou por 4,88 bilhões de quilômetros.



Ainda receberemos imagens mais detalhadas da sonda New Horizons — mesmo que isso demore uns 16 meses — mas com o que já temos, astrônomos da NASA puderam identificar montanhas de até 3.500 m de altura sobre a superfície de gelo que cobre Plutão.

Segundo Jeff Moore, da equipe de geofísica da New Horizons, esas montanhas apareceram a menos de 100 milhões de anos, uma idade muito menor que os 4,56 bilhões de anos do nosso sistema solar. “Essa é uma das superfícies mais novas que já vimos no Sistema Solar”, diz Moore a NASA.

E o que um dia era um borrão, hoje se tornou uma imagem bem mais nítida, como mostra gif animado da NASA:

pluto-observations-through-the-years1

Plutão é pequenino, quanto comparado aos outros planetas do nossos Sistema Solar e ele está bem, bem longe. Mas a visita nos ajudará a entender melhor a existência e a importância dele para o nosso sistema, e a internet já fez questão de frisar um pedido de agradecimento do planeta anão favorito de todo mundo:

11751400_10153760096696840_5839586527655035592_n