O crescimento de fintechs com serviços financeiros mais baratos tem feito grandes empresas do ramo se mexerem para não perder terreno. Lançado em 2017, o Credicard Zero é a resposta da Credicard para os vários cartões de crédito sem anuidade que invadiram o mercado nos últimos anos. Ele acabou de ganhar mais um ponto interessante para o consumidor: não há mais taxa para avaliação emergencial de crédito.

Avaliação emergencial de crédito é um aumento no seu limite do cartão quando ele já estourou, ou quando uma compra não caberia no limite disponível. Isso pode ser bastante útil, levando em conta que fintechs não costumam dar limites de crédito muito altos a seus clientes.



É uma forma de oferecer mais conforto e menos constrangimento, mas isso geralmente tem um preço. Em dois bancos grandes que consultei, Banco do Brasil e Bradesco, essa taxa fica em torno de R$18. Já o Nubank, na outra ponta, não cobra nada pelo serviço. A tarifa só pode ser cobrada uma vez no mês, quando o serviço é usado.

O comunicado à imprensa da Credicard também lembra que os clientes que têm o cartão Credicard Zero “contam com a opção de fazer o pagamento antecipado, que possibilita liquidar a fatura ou abater qualquer valor antes do dia do vencimento”.

Assim, pouco a pouco, nós clientes vamos ganhando opções melhores e mais baratas de serviços financeiros. Já era hora.