A nova cápsula comercial da SpaceX para astronautas, a Crew Dragon, completou seu primeiro voo de teste, caindo no Oceano Atlântico na manhã de sexta-feira (8).

A Crew Dragon caiu às 8h45 da manhã, aterrissando exatamente no horário previsto, com alguns segundos de atraso. De fato, a missão Demo-1 — um teste importante do renovado programa de tripulação comercial da NASA — saiu exatamente como o planejado. Este é um marco importante para os Estados Unidos, que busca recuperar sua capacidade de enviar astronautas para o espaço de forma independente — algo que não foi capaz de fazer desde os dias do Programa Space Shuttle.

A Crew Dragon reentrando na atmosfera. Imagem: NASA

A Crew Dragon foi lançada sem tripulação do Centro Espacial Kennedy em 2 de março. Ela foi levada a bordo de um foguete SpaceX Falcon 9, atracando na Estação Espacial Internacional 27 horas depois. A tripulação da ISS passou algum tempo monitorando a espaçonave antes de fechar novamente a escotilha ontem.

Às 2h32 (horário da costa leste dos EUA; 4h32 no horário de Brasília) de sexta-feira, a Crew Dragon desatou-se da ISS e seus propulsores colocaram-na em seu caminho de reentrada final na atmosfera da Terra. A reentrada começou por volta das 8h30 (10h30 no horário de Brasília), seguida pelo mergulho com auxílio de para-quedas, cerca de 15 minutos depois. O navio de recuperação Go Searcher da SpaceX participou da recuperação da cápsula.

“O sucesso de hoje da cápsula SpaceX Demo-1 Crew Dragon após sua missão na ISS marcou outra conquista em uma nova era de voos espaciais tripulados”, escreveu o administrador da Nasa, Jim Bridenstine, em um tweet. O programa da tripulação comercial “está um passo mais próximo de lançar astronautas americanos em foguetes americanos de solo americano”, disse ele.

A missão Demo-1 agora está completa. A SpaceX e a NASA analisarão cuidadosamente a cápsula para avaliar seu desempenho, para ver especialmente como ela pode ter sido afetada pelo lançamento e pela reentrada. Supondo que tudo tenha corrido bem, um teste para abortar uma missão da Crew Dragon acontecerá em junho, seguido pelo teste Demo-2, no qual a cápsula levará dois astronautas da NASA, Bob Behnken e Doug Hurley, à Estação Espacial Internacional.

[NASA]