Com a usina de Fukushima desligada, o Japão está no meio de um grande racionamento de energia. Para ajudar a diminuir os gastos elétricos, o governo está pedindo para que os homens de negócio deixem de lado as gravatas. Fiquem numa boa. Relaxem com: camisetas havaianas!

A iniciativa, batizada de “Super Cool Biz”, pede que os funcionários não apenas usem chinelos, shorts e afins, como também abaixem a temperatura do ar-condicionado em suas empresas. O projeto foi além: após uma crítica do governador de Tóquio, a Coca-Cola decidiu que desligará suas máquinas de venda de refrigerante das 10 da noite às 9 da manhã durante todo o verão — as pessoas podem fazer isso em casa.

Na parte do ar-condicionado, os japoneses deveriam levar em consideração o projeto One Degree Less (Um Grau a Menos) que, baseado em um estudo da Berkley, promove a pintura de telhados e lajes superiores com cores claras, ação que reduz a temperatura no interior das edificações em cerca de 6°C, já que o branco reflete até 90% dos raios solares, enquanto a telha cerâmica comum absorve essa mesma porcentagem de calor. Resultado: o consumo de energia ligado à refrigeração dos ambientes (ar-condicionado e ventiladores) diminui entre 20% e 70%. Que tal? [The Guardian]

Foto: Goodluz/Shutterstock