O Mars Rover Curiosity, da NASA, tem agora seu primeiro alvo de análise, uma intrigante rocha com um formato piramidal a 2,5 metros da sua posição no momento. Os cientistas do Laboratório de Propulsão a Jato estão empolgados com essa e outras características descobertas pelas câmeras do rover.

Na realidade, parece que eles chegaram a um local interessante de acordo com o cientista John Grotzinger, do Laboratório de Ciência de Marte:



“Na medida em que nos aproximamos da área de tonalidade mais clara, vemos bandas mais escuras e finas de origem desconhecida. A diversidade em escala menor está ficando mais evidente ao passo em que nos aproximamos, oferecendo mais alvos de investigação em potencial.”

A rocha em forma de pirâmide será a primeira a ser analisada pela Curiosity. O passo seguinte será a utilização do Espectrômetro Alfa de Partículas de Raio-X montado no braço, e o laser Instrumento de Câmera e Química, no mastro. Eles darão aos cientistas dados precisos da composição da rocha, que foi batizada de “Jake Matijevic” em homenagem a Jake Matijevic, ex-engenheiro-chefe dos sistemas de operação do Laboratório de Ciência de Marte e da Curiosity. Infelizmente, Matijevic morreu no último dia 20 de agosto, aos 64 anos. [NASA]