Quando você pensa no Facebook, você não pensa exatamente em uma empresa “amiga do meio ambiente”. Todos aqueles data centers gigantescos queimando eletricidade e dando energia para nossas vidas sociais. Mas o primeiro investimento em TI do Facebook fora dos EUA deve ser mais bondoso com o planeta, usando refrigeração do Ártico.

O primeiro data center do site fora dos EUA será construído no extremo do círculo ártico, no norte da Suécia. O gigantesco servidor que ficará na cidade de Luleå não terá apenas acesso à energia barate e verde que é produzida pelo rio Luleå — ele também substituirá os enormes ares condicionados pelo simples ar gélido do Ártico.

O data center europeu custará ao Facebook cerca de R$280 milhões (ou um bilhão de coroas suecas), e deve tirar um pouco do seu peso da consciência ao lembrar que sua vida social pode estar matando a Terra aos poucos. [FT via Gizmodo UK]

Crédito da imagem: Casper Voogt/Shutterstock