Cinco meses após o lançamento mundial, o serviço de streaming francês Deezer começa nesta quinta-feira (29) a oferecer podcasts para seus usuários brasileiros. Segundo a empresa, o acervo inicial é de 40 mil programas, incluindo centenas em português – como Veja, CBN, Jovem Pan, SciCast, Canal Masculino, RapaduraCast, entre outros.

Por ter sido lançado em maio em alguns países, há predominância de programas em língua estrangeira. Será possível, por exemplo, ouvir programas produzidos pela revista britânica The Economist, o jornal Financial Times, CBS Radio News, NPR, France 24. Além do Brasil, Alemanha, Colômbia e México também ganham acesso aos podcasts.

Deezer e podcasts

Usuários free e assinantes premium do Deezer passarão a ver um botão na interface web com a opção de podcasts. Lá eles poderão ouvir os programas ao vivo pela internet ou, no caso de assinantes, offline pelo aplicativo móvel da plataforma, que vai receber uma atualização.

Para quem não tem uma assinatura premium – que custa R$ 14,90 mensais – tudo funcionará como nas músicas: após alguns programas, o Deezer veicula propaganda.

Com a chegada da função de podcasts, a empresa tenta se diferenciar da concorrência. Fora do Brasil, o Spotify anunciou uma plataforma que une podcasts e uma plataforma de vídeos. Recentemente, o Google Play Música anunciou algo parecido com que o Deezer oferece, porém, sem data para estreia. Corre ainda por fora a Apple, que conta com o Apple Music e, separadamente, oferece há um tempo um programa nativo para podcasts.