Em outubro, conhecemos o Oppo R5, um smartphone com 4,85 mm de espessura: ele é tão fino que você precisa de um adaptador caso queira usar fones de ouvido.

Este mês, ele foi desbancado pelo Vivo X5Max (sem relação com a operadora Vivo): ele tem 4,75 mm de espessura e ainda possui uma entrada para fone. Como tantos componentes cabem em um smartphone tão fino? O site MyDrivers.com fez o desmonte do aparelho, e ajuda a entender isso.

Basicamente, o Vivo X5Max combina quatro fatores para ser fino: uma borda de alumínio; uma tela grande; uma placa de circuito com apenas 1,7 mm de espessura; e uma bateria de apenas 2.000 mAh.

Vivo X5Max - FuntouchOS

Por fora, ele possui tela AMOLED de 5,5 polegadas com resolução Full-HD. Com esse tamanho, o X5Max tem uma área maior para “espalhar” os componentes. A borda de alumínio também ajuda a reduzir a espessura.

Vivo X5Max - desmonte

Após remover a traseira, é possível ver a fina placa de circuito que fica ao redor da bateria. Ela reúne todos os componentes internos, incluindo o processador 64-bit Snapdragon 615 de oito núcleos, 2 GB de RAM e 16 GB de armazenamento interno (expansível via microSD).

Aqui também temos chips dedicados da Yamaha e Sabre para áudio, que fornecem maior qualidade e permitem até mesmo um modo karaokê: ele adiciona efeitos à sua voz enquanto você canta. Há uma grande saída de alto-falante na traseira, que você até pode usar como um megafone!

Além disso, temos a câmera traseira de 13 megapixels e lente f/2.0, que acaba criando uma protuberância de uns 2 mm; e a câmera frontal de 5 megapixels para selfies.

Vivo X5Max - entrada para fone

E como eles colocaram uma entrada para fone de ouvido em um smartphone tão fino? A Vivo diz que usa um design patenteado de “casulo interligado”, no qual três segmentos se interligam e formam a entrada do fone.

Vivo X5Max - bandeja

O Vivo X5Max ainda tem outro truque bem engenhoso: ele possui uma bandeja dupla na qual você pode colocar dois chips (Micro SIM e Nano SIM), ou um microchip e um cartão microSD de até 128 GB.

Mas, para ser tão fino, o X5Max tem bateria de apenas 2.000 mAh. A Vivo diz que isso é o suficiente para durar por até um dia de uso, mas estamos céticos. Outros smartphones com tela de 5,5 polegadas – como o Xiaomi Redmi Note 4G e o OnePlus One – vêm com bateria de no mínimo 3.000 mAh.

O X5Max roda FuntouchOS, um sistema baseado no Android 4.4, e custa o equivalente a R$ 1.300. No entanto, ele só funciona em redes celulares da China; segundo o Engadget, será lançada mais tarde uma versão internacional. [MyDrivers.com via El Androide Libre]

Vivo X5Max - desmonte completo

Imagens via MyDrivers.com e Vivo