Em duas semanas, o Google Reader morrerá para sempre. Explicamos como exportar seus feeds e migrar para diversas alternativas, e felizmente mais opções estão surgindo. Uma delas é o Digg Reader: ele chega na semana que vem, e mostra do que será capaz.

Após ouvir o feedback de usuários, o Digg procurou criar um leitor RSS para desktop e mobile que fosse simples, rápido e com interface limpa. E pelas imagens que a empresa divulgou, parece que eles conseguiram.

E o que ele terá? Eis a lista inicial de funções:

  • Fácil importação e migração a partir do Google Reader.
  • Experiência limpa de leitura… que coloca o foco diretamente nos artigos, posts, imagens e vídeos em si.
  • Apps móveis úteis que sincronizam com a experiência na web.
  • Suporte a funções básicas como inscrever-se em feeds, compartilhar, salvar e organizar.

Todos os usuários terão acesso ao Reader até 26 de junho. Nos dias seguintes, o Digg vai se concentrar em outros aspectos do serviço, como busca, notificações e um app para Android.

O Digg Reader será um produto freemium: as funções básicas serão gratuitas, mas no futuro, outras serão pagas. Eles lembram, no entanto, que todas as funções que eles já mencionaram serão de graça.

digg reader preview 2

O leitor de feeds RSS tornou-se a prioridade do Digg para o ano: eles já tinham planos de criar um serviço assim há algum tempo, mas decidiram acelerar o projeto. Em 90 dias, eles já estão perto da primeira versão final. Isso lembra a própria ressureição do Digg, que mudou completamente em questão de semanas.

É a corrida para criar alternativas ao Google Reader antes que ele seja desativado. Nela também está o Feedly, que terá integração com apps como Reeder e Press. Você já achou seu substituto para o GReader? [Blog do Digg]