O sistema de rastreamento em tempo real usam rede celular e de satélite — 48 usam a primeira, 14 usam a segunda. Enquanto os carros ganharão um chip, os agentes de segurança dos dois cargos mais importantes terão um deles instalado no paletó. As informações serão enviadas de forma codificada e só destravada por senha — que, esperamos, não seja “presidente123”.

A grande questão é: com tanta mídia, helicópteros, personagens do Pânico e outros perseguindo a presidente, alguém não sabe onde a Dilma está? [Folha via Info]