Já sabemos há algum tempo que o futuro dos drones para consumidores será feito de dispositivos minúsculos, de alta qualidade e, em sua maioria, à prova de colisões. A DJI acabou de revelar sua melhor tentativa de atingir todos esses pontos, com a nova série Mavic 2. Existem dois deles: o Mavic 2 Pro e o Mavic 2 Zoom. Eles se dobram, têm ótimas câmeras e, pela primeira vez em um drone da DJI, eles têm detecção de obstáculos omnidirecional.

[Review] DJI Osmo Mobile 2: um brinquedo interessante para youtubers

Os drones Mavic 2 na verdade apresentam o mesmo corpo de drone, mas têm duas configurações diferentes de câmera e gimbal. Você pode comprar o Mavic 2 Pro, que inclui uma câmera Hasselblad com um sensor de uma polegada, por US$ 1.450. Ou então pode comprar o Mavic 2 Zoom, que inclui uma câmera com um sensor de 1/2,3 polegadas com zoom óptico de 2x e zoom digital de 4x, por US$ 1.250.

Ambos apresentam um corpo redesenhado que, segundo a DJI, é mais aerodinâmico e oferece uma velocidade máxima de 70 km por hora e um tempo máximo de voo de 31 minutos. Há também 8 gigabytes de armazenamento on-board. Assim como o Mavic Pro original, o Mavic 2 se dobra de uma forma que, como eu disse antes, fica do do tamanho de um sanduíche italiano grande. Para se ter uma referência, o drone principal da DJI, o Phantom 4 Pro, possui um sensor de uma polegada, não é dobrável e é vendido por US$ 1.500.

Mas você provavelmente não quer comprar mais um Phantom, ainda que a DJI continue vendendo os drones com essa marca. Baseado em nossas impressões iniciais, o Mavic 2 Pro simplesmente oferece mais coisas. A nova câmera de 20 megapixels e seu sensor de uma polegada parecem muito com a câmera do Phantom, mas o Mavic 2 vem com uma série de truques novos. Eles vêm com dez sensores em todos os lados do drone, que dão a ele a detecção de obstáculo omnidirecional. A série Mavic 2 também oferece um novo modo de rastreamento autônomo chamado ActiveTrack 2.0. Isso permite ao drone criar um mapa 3D da área em frente à sua câmera e prever aonde o objeto selecionado irá a seguir. Tem uma árvore no caminho? Sem problemas. O Mavic 2 voa em torno dela.

No entanto, as câmeras são as verdadeiras estrelas da nova série Mavic 2. O sistema de câmera do Mavic 2 Pro foi desenvolvido com a ajuda da Hasselblad nos últimos dois anos. Mais uma vez, ela apresenta um sensor de uma polegada capaz de capturar imagens de 20 megapixels e tem uma abertura ajustável que vai de f/2.8 a f/11. Segundo a DJI, a câmera do Mavic 2 Pro também oferece suporte a HDR 10-bit 4K e consegue capturar “quatro vezes o nível de cor por canal” do primeiro Mavic Pro. Essas cores supostamente serão mais precisas graças a um negócio chamado Hasselblad Natural Color Solution. Apesar do nome exagerado, as dimensões do sensor por si só já sugerem que a câmera do Mavic 2 Pro é superior. O sensor tem duas vezes o tamanho do encontrado na primeira geração do Mavic Pro.

Clique aqui para ver as novidades da DJI em tamanho maior.

Enquanto isso, o Mavic 2 Zoom promete algo “completamente inédito”: zoom! Embora a DJI tenha oferecido zoom óptico em suas câmeras de drone profissionais caras, esse é o primeiro drone para consumidores que vem com o recurso. A capacidade de dar zoom simplesmente significa que você pode fazer mais coisas com a câmera. Isso também abriu as portas para um novo modo Quickshot chamado DollyZoom. Com um só toque no app DJI GO, ele envolve um efeito em que o drone se move para longe do objeto a ser capturado enquanto a câmera opera o zoom. Ele faz parecer como se o objeto estivesse em um lugar, parado, enquanto o mundo inteiro se distorce ao redor dele. E o mais legal é que, se você decide que prefere a câmera Hasselblad em vez da de zoom (ou vice-versa), você pode levar o drone até um revendedor da DJI e trocar os sistemas de câmeras.

Ainda assim, o que pode ser o recurso de voo inteligente mais legal de todos é o novo Hyperlapse. Esse modo autônomo cria uma imagem de timelapse em movimento que normalmente exigiria um monte de equipamento e experiência para ser feita. É impressionante.

Recursos chamativos à parte, o Mavic 2 Pro também deve voar mais silenciosamente do que seu antecessor. Embora tenhamos tido a oportunidade de ter em mãos o drone por um tempinho nos escritórios da DJI em Nova York, estamos trabalhando em um review completo e traremos muito mais informações do que simplesmente o quão diferentes são as novas configurações de câmera. Na teoria e à primeira vista, no entanto, a série Mavic 2 parece incrível. Que o Phantom descanse em paz.