Benedict Cumberbatch havia sido contratado para aparecer como Doutor Estranho no final de WandaVision, mas a Marvel acabou voltando atrás e muitos planos foram modificados.

A Rolling Stone conversou com o presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, e ele explicou como essa notícia surpreendente foi divulgada. Basicamente, a Marvel tinha anunciado que Wanda (Elizabeth Olsen) apareceria em Doctor Strange in the Multiverse of Madness, então o plano era que Cumberbatch aparecesse na série para vincular a esse filme. Uma versão o fez aparecer em um dos comerciais de WandaVision. Outra tinha os comerciais como mensagens reais de Strange para Wanda. Mas, eventualmente, eles simplesmente o cortaram.

“Algumas pessoas podem dizer: ‘Ai, teria sido tão legal ver o Doutor Estranho’”, disse Feige à Rolling Stone. “Mas teria tirado o momento de Wanda, que é o que não queríamos fazer. Não queríamos que o fim do show fosse comoditizado para ir para o próximo filme — aqui está o cara branco, ‘deixe-me mostrar como funciona o poder.’”

Uma vez que a ligação de Strange com Wanda foi cortada, o próprio filme teve que ser alterado também, provavelmente para adicionar um pouco de história para ligar o Mago Supremo à Feiticeira Escarlate. De acordo com o que temos do MCU até o momento, WandaVision terminou com Wanda sozinha em algum lugar distante, estudando seus novos poderes. Alguns sugeriram que ela escapou com muita facilidade, sem pagar o preço pelo que fez ao povo de Westview, mas a própria Olsen zomba disso.

Assine a newsletter do Gizmodo

“Ela precisava fugir antes que as pessoas que deveriam responsabilizá-la chegassem lá”, disse Olsen à revista. “E para onde ela foi é um lugar onde ninguém poderia encontrá-la. Porque ela sabe que será responsabilizada e acho que ela tem uma enorme culpa. ”

Parece que isso pode ser uma pista de como Wanda vai atuar no Multiverso da Loucura. Mas, só descobriremos tudo em 25 de março de 2022.