Dubai está iniciando um projeto piloto de placas digitais inteligentes para veículos que são equipadas com sensores de detecção e rastreadores GPS, de acordo com informações da BBC.

• SpaceX alcança velocidade de 324 km/h em competição para projeto de Hyperloop
Dubai vai construir a maior usina de energia solar do mundo

As placas inteligentes de Dubai possuirão telas digitais que mostram informações no estilo de noticiário sobre o clima e as condições da pista. O programa piloto será lançado em maio e deve ser concluído em novembro.

Além das funções já mencionadas, as placas inteligentes também contarão com atribuições avançadas de segurança, assim como automatizarão algumas burocracias incumbidas na posse de veículos. Se uma colisão é detectada, por exemplo, a placa automaticamente entra em contato com a polícia e ambulâncias. Taxas burocráticas, pagamento de multas, estacionamento, ou um novo registro da placa, tudo é automaticamente deduzido da conta do motorista atrelada a ela. Além disso, as placas também poderão informar em seu visor se um veículo ou emplacamento é roubado.

A princípio, os testes irão focar em possíveis falhas causadas pelo clima deserto de Dubai. O custo das placas ainda não é conhecido e, de acordo com o Departamento de Licenciamento Veicular da cidade, o valor das placas inteligentes só será divulgado após o fim dos testes, em novembro.

Mas as novas funções vêm a um custo: privacidade. As placas inteligentes são incorporadas com monitores GPS que atrelam a localidade física do veículo ao motorista, que também se atrela à conta do banco que será usada para pagar as multas e demais valores. Conforme as placas forem emitidas pela Autoridade de Vias e Transportes, existe uma óbvia preocupação sobre a condição de saber para onde as pessoas vão e onde vivem.

Como explica a BBC, a cidade possui grandes planos para expandir o seu uso da tecnologia em transportes. Além das placas veiculares inteligentes, Dubai pretende que um quarto dos automóveis circulando na cidade seja de veículos autônomos até 2030 e ela também deve receber os pods do Hyperloop, o sistema de altíssima velocidade de Elon Musk, já em 2020 — o sistema poderá transportar passageiros de Dubai a Abu Dhabi, uma distância de 120 km, em meros 12 minutos.

[BBC]

Imagem de topo: Getty