Por que depender de fabricantes de automóveis se você pode… sei lá, criar seus próprios carros? O Google aposta bastante na tecnologia de carros autônomos, que independem de motorista para se locomoverem. E, de acordo com Amir Efrati, esse pode virar um grande negócio para a empresa de Mountain View.

Amir disse, no blog temporário de Jessica Lesin (ambos, ex-Wall Street Journal, estão se preparando para lançar um novo blog de tecnologia), que ante tentativas falhas de firmar parcerias com grandes fabricantes de automóveis, o Google pode criar um novo serviço de táxi robotizado, como os Johnny Cabs de Vingador do Futuro — mas, esperamos, sem aquele boneco creepy no lugar do taxista. De lá:

“Nos últimos meses o Google manteve conversas com fabricantes para construir novos carros de acordo com as suas especificações, disseram pessoas familiares com o caso. Essa iniciativa vem depois de conversas entre o Google e grandes marcas de automóveis terem falhado em se transformarem numa parceria, disse uma dessas pessoas.

O Google também tem uma nova ideia do que fazer com esses carros. A empresa considerou formas de vender os carros que dirigem sozinhos a indivíduos. Mas também focou no potencial do carro autômato que desenvolve para se transformar em parte de um serviço de ‘táxi-robô’ que pegaria passageiros sob demanda, disseram essas pessoas. Se o Google operaria esses serviços ele mesmo, ainda não está claro.”

Recentemente o Google Ventures, braço do Google que investe em startups, injetou US$ 258 milhões no Uber, um serviço de caronas presente em mais de 40 cidades espalhadas pelo mundo. Uma coisa tem a ver com a outra? Talvez, talvez… [Jessica Lessin via Valleywag]