Como super-heróis conseguem sobreviver sendo, bem, super-heróis? O trabalho deles não parece muito lucrativo, dado o compromisso de tempo e as condições de trabalho perigosas. Mas ainda assim, todo herói precisa lidar com despesas; e os que são bilionários não ficam ricos para sempre.

Bem, se eles precisarem de uma ajudinha no fim do mês, uma ideia é considerar patrocínios. Iron Man por McDonald’s. Batman e Wolverine vendendo Nike e Adidas. Eis como seriam os super-heróis financiados por patrocínio.

O designer gráfico Roberto Santos Vergati imaginou diversas marcas famosas invadindo o mundo de super-heróis na série “Heróis Patrocinados”. Eles são tratados como os atletas de hoje em dia: seus trajes se tornaram uniformes com marcas. Santos diz:

Imagine se um dia o capitalismo chegasse a tal ponto, onde as grandes marcas resolvessem patrocinar até mesmo os super-herois. Como isso influenciaria as suas imagens? Partindo dessa hipotese resolvi experimentar com alguns personagens para visualizar qual seria o resultado dessa ideia.

Assim como a maioria das propagandas de verdade, algumas aqui dão certo; outras, não. O Batman coberto de Nike não é uma má ideia, e o Homem de Ferro vermelho e amarelo combina direitinho com as cores do McDonald’s. Mas com os outros, dá para ver que a propaganda foi longe demais.

Confira toda a série de imagens aqui: [Behance via Design Taxi]

superhero51 superhero4 superhero3 superhero6