Você talvez se identifique com o eclipse lunar que ocorre amanhã: em reuniões familiares, você mostra a cara pela fresta da porta do seu quarto e volta a se trancar logo em seguida. Não entendeu? Eu explico: este eclipse, que ocorre amanhã, às 7h16 (Horário de Brasília), terá apenas cinco minutos de duração. A timidez do fenômeno será explicada pela NASA pelo Twitter.

O eclipse poderá ser visto por grande parte dos Estados Unidos e aqui no Brasil, a maior parte do país poderá ver o comecinho do eclipse durante o “pôr da Lua”. Confira no mapa abaixo locais de onde ele poderá ser visto e em qual estágio:

Captura de Tela 2015-04-03 às 13.25.15

 

Em São Paulo, um pedacinho bem pequeno poderá ser visto por volta das 7h08. Em Foz do Iguaçu, Paraná, metade dele estará exposto às 7h40 e, finalmente, em Santiago, no Chile, o eclipse começa a ganhar uma tonalidade avermelhada. Confira:

eclipse3

Imagens: timeanddate.com

Este eclipse marca o terceiro de quatro eclipses lunares seguidos em um período de dois anos, fenômeno também conhecido por Tétrada. O primeiro desta série ocorreu em abril de 2014, o segundo em setembro e o quarto, e final, ocorrerá em 28 de setembro de 2015.

O eclipse de amanhã cedo dará um tonalidade avermelhada à Lua, e isso ocorre porque a luz do Sol que já tiver passado pela atmosfera da Terra filtrará a maior parte da luz azul da Lua. O efeito é conhecido por Lua de Sangue.

Matzi Adams, astrônomo do Centro de Voos Espaciais Marshall, em Huntsville, Alabama, EUA, responderá questões pelo Twitter @NASA_Marshall a partir das 7 de amanhã. Você também pode usar a hashtag #eclipse2015 para enviar perguntas (em inglês). O Observatório Griffith, em Los Angeles, providenciará um feed do eclipse completo, a partir das 7 horas de amanhã, neste link. [NASA]

Imagem de capa: enzofava/CC