Um novo grupo de influenciadores da internet vindo da China está dominando o mundo. Eles não são estrelas do TikTok ou YouTubers, embora apareçam frequentemente em ambas plataformas. Sequer conseguem segurar um telefone. E isso tem uma explicação: eles são elefantes.

Ao todo, cerca de quinze elefantes asiáticos perambulavam pela China no ano passado. Eles deixaram sua casa em uma reserva de vida selvagem na província de Yunnan, no sudoeste do país, em março, e têm feito caminhadas desde então. Até agora, o passeio já ultrapassou a marca de 500 quilômetros.

Os especialistas não têm certeza o que motivou a jornada dos elefantes, embora alguns acreditem que eles possam estar seguindo um líder de rebanho inexperiente ou que sua casa na reserva pode ter ficado muito lotada ou degradada.

Mas uma coisa está clara: independentemente de para onde eles forem agora, as pessoas estarão assistindo. De acordo com a imprensa chinesa Xinhua News, mais de uma dúzia de vídeos de drones monitoraram os elefantes em tempo real. Milhares de pessoas têm sintonizado as transmissões ao vivo da jornada errante dos elefantes.

Esta semana, os animais pararam em uma floresta perto da cidade de Kunming, em Yunnan, para tirar uma longa soneca. Quando o fizeram, autoridades nacionais enviaram 410 equipes de emergência e quase duas toneladas de comida para o local onde dormiam. Na última segunda-feira (7), autoridades postaram um vídeo mostrando um bezerro que ficou preso sob um elefante adulto adormecido, perto da cidade de Kunming, no sudoeste da província de Yunnan, e mais de 8 milhões de pessoas sintonizaram. Eles começaram a se mover novamente no dia seguinte.

Assine a newsletter do Gizmodo

Apesar de serem fofos e uma ótima distração observá-los, nem sempre foi fácil lidar com os elevantes. Por mais de um mês, a polícia tem escoltado o rebanho em sua jornada, evacuando as estradas para que as criaturas possam cruzar e usando guloseimas para impedi-los de entrar em áreas densamente povoadas ou, até mesmo, danificar terras agrícolas. Eles já causaram US$ 1 milhão em danos às plantações. Além disso, um vídeo que viralizou mostra os elefantes invadindo uma concessionária de automóveis.