Alguns diriam que é inconcebível que qualquer ser humano que receba uma multa de US$ 20 milhões por um tuíte ruim consideraria retornar à plataforma, muito menos continuando a disparar groselha em todas as horas do dia e da noite. Confrontado por explicações lógicas, no entanto, um homem aparentemente segue insistindo em fazê-lo.

• Elon Musk diz que túnel de testes subterrâneo de alta velocidade abrirá em dezembro em Los Angeles

Enquanto tuitava em uma conversa sobre “críticas” e proporções de “curtidas” no Twitter, o CEO da Tesla, Elon Musk, pareceu alegar que seu desastroso tuíte dizendo “420” em agosto, em referência a fechar o capital da empresa privada de carros elétricos, “valeu a pena”, mesmo com os milhões de dólares em multas que os reguladores impuseram a ele como resposta.

E por quê? Pelos likes.

Neste mês, um juiz aprovou oficialmente o acordo da Tesla com a Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos (Securities and Exchange Commission), depois de argumentar que Musk fez declarações “falsas e enganosas” sobre o fechamento do capital. No acordo, Musk e Tesla concordaram em pagar uma multa de US$ 20 milhões, com Musk também forçado a renunciar ao cargo de presidente da Tesla por pelo menos três anos. A Tesla também foi obrigada a controlar as comunicações do empresário com os investidores.

Isso foi apenas a algumas semanas.

Mais tarde, Musk tuitou que sairia “do Twitter por alguns dias”, o que, sinceramente, não parece um plano tão ruim a longo prazo. Aliás, talvez todos nós devêssemos fazer o mesmo.

Siga o Gizmodo Brasil no Instagram.

Imagem do topo: AP