As próximas Olimpíadas estão marcadas para o próximo mês de agosto. Você está animado? Não? Bem, empresas como Google e Apple estão se preparando para a chegada dos turistas à capital carioca para acompanhar os jogos.

O Google Maps agora exibe os mapas internos de 25 lugares esportivos fechados, além de mapas detalhados de 12 locais ao ar livre. Isso inclui a Arena do Futuro, para jogos de handebol; o Campo Olímpico de Golfe; e o Maracanã, cujo mapa interno está disponível desde 2014.



Os mapas internos estão disponíveis para desktop, Android e iOS. O Google explica como usá-los:

Abra o Google Maps no seu computador ou telefone celular, procure um lugar que tenha os mapas internos, dê um zoom no local, e clique sobre ele. No lado direito e inferior da tela, escolha entre os andares e níveis dos locais. Os pontos de interesse como quiosques, banheiros, balcões de informação e caixas eletrônicos são destacados para facilitar a identificação.

google maps olimpiadas rio - arena do futuro

Nos próximos meses, o Maps vai receber “uma variedade de atualizações e inclusões” no Rio de Janeiro. O Google diz que, há algumas semanas, tornou-se possível acompanhar o trânsito da cidade em tempo real.

Enquanto isso, a Apple adicionou instruções de transporte público – ônibus, metrô, barca e trem – para o Rio e região metropolitana, incluindo Belford Roxo, Duque de Caxias, Itaboraí, Japeri, Magé, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Queimados, São Gonçalo e São João de Meriti, além da capital.

applemaps-itinerario

O app de transporte Moovit está com uma iniciativa parecida. Disponível em 35 idiomas, o aplicativo, disponível para Android e iOS,  conta com informações de itinerários de transporte público, inclusive mostrando o monitoramento em tempo real das composições.

moovit-img2

Uma empresa de tecnologia que está bastante empolgada com os Jogos é o Twitter. Eles têm emojis especiais e uma conta @ChamaOlimpica dedicada a acompanhar a trajetória da tocha olímpica.

Durante os Jogos, um ônibus personalizado chamado “Twitter Buzz” vai circular pelo Rio com Wi-Fi gratuito para quem usar o login da rede social. Ele terá janelas digitais exibindo tweets populares, mais um contador de tweets com a hashtag #Rio2016. Além disso, você poderá tuitar uma hashtag específica e receber o quadro de medalhas e a classificação do Brasil nos Jogos.

Enquanto isso, a Microsoft está atuando nos bastidores. No ano passado, ela fechou um contrato de patrocínio com o Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016, e é a responsável por desenvolver o site dos Jogos Olímpicos, Paralímpicos e do Revezamento da Tocha Olímpica. A estrutura roda na plataforma de nuvem Azure.

A Microsoft também estreou em abril um site de crowdfunding chamado Coletivo do Esporte, com projetos de impacto social na área do esporte.

Se a crise econômica e política deixou você desanimado com os Jogos, o jeito é esperar até as Olimpíadas Tóquio-2020, que prometem ser as mais futuristas da história.

Foto por Brian Godfrey/Flickr