Atualizado às 17h55 de 27/2 com informações de preço e disponibilidade

As telas flexíveis podem até ser o destaque do Mobile World Congress 2019, mas tem gente que prefere mesmo é mais bateria em vez de smartphones dobráveis. A Energizer, por exemplo, exibe em seu estande um aparelho celular com uma bateria ridiculamente grande: 18.000 mAh. Para você ter ideia do quão grande isso é, um Moto G7 Power, que promete 55 horas longe da tomada, tem bateria de 5.000 mAh.

A real é que o aparelho da Energizer tá mais para um powerpack com tela do que um smartphone. Sério, olha a espessura do negócio:

O pessoal do The Next Web diz que os representantes da companhia não tinham informações exatas sobre as dimensões do aparelho, mas o GSM Arena aponta que ele tem entre 30mm e 40mm de espessura. Chamado de Power Max P18K Pop, o modelo é capaz de reproduzir vídeos por 200 horas ininterruptas e pode ficar 50 dias no stand-by.

Não bastasse a espessura, o Power Max P18K Pop é esquisitão. Ele tem tela de 6,2 polegadas sem bordas e um mecanismo especial para que as câmeras frontais saltem para tirar selfies – sim, são dois sensores: um de 16 megapixels e outro de 2 megapixels para capturar profundidade.

O aparelho tem processador octa-core MediaTek Helio P70, 6GB de RAM e 128GB de armazenamento. Na traseira, são três câmeras: a principal com 12 megapixels, uma grande angular de 5 megapixels e um sensor de 2 megapixels para capturar profundidade.

O Power Max P18K Pop chegará ao mercado francês durante o verão na Europa (entre fim de junho e setembro) e tem preço sugerido de 600 euros. Aparentemente, excursionistas e alpinistas, público-alvo do dispositivo, deverão economizar bem para poder ter um desses.