Pouco mais de um ano depois de lançado, Hearthstone: Heroes of Warcraft é, atualmente, o jogo de maior sucesso da Blizzard. Nem Diablo, Starcraft ou mesmo o próprio World of Warcraft, com mais de 25 milhões de jogadores (segundo dados da própria empresa), esse card game virtual e free-to-play soube conquistar o público.

Com um cenário competitivo que vem crescendo — com torneios em todas as partes do mundo, inclusive uma Copa América — o trunfo de Hearthstone é não se apoiar só nisso e possuir também uma boa experiência single-player, que é revigorada de tempos em tempos com expansões e, a última delas, Montanha Rocha Negra, acaba de ser lançada.



Fora isso, neste de mês de abril a Blizzard pretende finalmente lançar a tão anunciada versão para Smartphones iOS e Android (atualmente é possível jogá-lo no PC, Mac, iPad e tablets Android), o que só deve aumentar ainda mais o número de jogadores.

Aproveitando essa ótima fase do jogo e com muitas novidades, nós do Gizmodo conversamos rapidamente por telefone com dois dos principais nomes por trás de Hearthstone, o diretor Eric Dodds e o produtor Yong Woo.

Eric Dodds (esquerda) e Yong Woo (direita)
Eric Dodds (esquerda) e Yong Woo (direita)

Na conversa, eles falam um pouco sobre as expansões, em como Peggle e Plants vs Zombies influenciaram na criação do jogo, por que eles não pensam em fazer um card game real de Hearthstone e da possibilidade de uma continuação no futuro. Acompanhem.

Sobre as expansões do jogo, já houve uma sobre goblins e gnomos e agora são dragões, como vocês escolhem qual tema abordar? Existe um plano já pronto para cada expansão ou vocês pegam o feedback dos jogadores também?

Yong Woo: É uma combinação dos dois. A grande vantagem que temos no time de Hearthstones é todos nós realmente somos grandes fãs de World of Warcraft e temos lembranças marcantes de jogar o jogo e gostar do seu contexto. Então pensar em fazer expansões é nos apegarmos a essas emoções e lembranças que temos das nossas próprias experiências [como jogadores].

A nossa primeira expansão foi [Curse of ] Naxxramas, que definitivamente é um lugar que jogadores old school visitaram. Quando pensamos na nossa segunda expansão nós buscamos um lugar que tivesse um lore bem rico e emocionante e foi o Montanha Rocha Negra, onde nós passamos muito tempo com raids e jogadores de todas as idades já se aventuraram por lá. Então isso nos ajudou a decidirmos usá-lo na nossa segunda aventura.

Mas outra coisa que nós fez ir nessa direção é que estávamos muito empolgados com a ideia dos dragões. Queríamos dar aos jogadores a possibilidade de usar essas cartas de forma mais competitiva e experimentá-las. Com o Montanha Rocha Negra nós encontramos um jeito de focar mais nos dragões.

Durante o desenvolvimento de Hearthstone eu presumo que vocês jogaram muitos outros cards games reais. Em quais vocês se inspiraram mais para criar o jogo? Foi Magic: the Gathering?

Eric Dodds: Nós pegamos inspiração de muito jogos diferentes e que talvez vocês não imaginariam. Claro, nós jogamos um monte de card games colecionáveis. Magic: the Gathering, WoW Trading Card Game, Battle Pack, Legend of the Five Ring e poderíamos falar mais, porque jogamos todos esses que eram importantes. Mas nós também pegamos muita inspiração de jogos que você não imaginaria, como um jogo casual chamado Peggle porque gostamos do seu charme. Podemos falar de Plants vs Zombies, porque amamos a maneira como ele introduz o jogador nas mecânicas. Então existem muitos jogos que você não conectaria logo de cara e que foram importantes para nós começarmos com as ideias para [criar] Hearthstone.

Com certeza vocês já ouviram essa pergunta muitas vezes, mas é impossível não fazê-la: existe algum plano para uma versão física de Hearthstone? Se não, por quê?

Yong Woo: O motivo é que Hearthstone foi construído desde o início em um espaço digital e realmente queríamos abraçar essa ideia. Nós não queremos fazer um jogo que poderia existir fisicamente e só portá-lo para uma forma digital. Desde o início pensamos ‘e se você tivesse um card game mágico que existisse no mundo de Azeroth?’ e isso seria impossível de se fazer fisicamente, não seria prático.

Se você prestar atenção na maneira como a mecânica dos cards funciona e tentasse isso com papel de caneta, você descobrirá que não tem como ficar nem perto de ser divertido.

A Blizzard sempre se esforçou para criar um cenário competitivo em volta de Hearthstone, com campeonatos e premiações. Porque vocês querem transformar o jogo em um eSport e o que os jogadores profissionais de Hearthstone podem esperar daqui pra frente?

Eric Dodds: O que é engraçado nessa pergunta é que quando nós começamos a trabalhar pela primeira vez em Hearthstone, nosso pensamento era ‘ei, esse deve ser um jogo divertido para as pessoas assistirem ou para jogadores profissionais competirem’, mas isso não estava entre as nossas prioridades e, na verdade, conforme o jogo foi crescendo, as pessoas começaram a aparecer no Twitch e assistir a torneios. As competições começaram a se espalhar e nós percebemos que isso era realmente o que deixava os jogadores empolgados.

Então, muito do nosso esforço em incentivar eSports se dá porque os jogadores estão empolgados com essa cena e nós queremos oferecer um boa experiência e dar o que eles querem. Por isso faz sentido para nós darmos suporte. Nós tivemos um fenômeno no ano passado com um campeonato mundial (com a final) na Blizzcon e esse ano teremos ainda mais torneios. Então nós pretendemos dar todo o apoio ao eSports. Os jogadores estão empolgado e nós estamos empolgados em dar suporte a esse ambiente.

A versão para smarthphones deve sair esse mês de abril. Porque demorou tanto para desenvolver essa versão?

Yong Woo: A razão de estar levando tanto tempo é que, honestamente, a primeira vez que nós começamos a pensar em levar Hearthstone para celulares nós tentamos alguns experimentos. Nós pegamos o que já tínhamos no PC e tablets e encaixamos no formato para ver como ficava e o que percebemos que as coisas ficam muito pequenas e não estávamos atingindo o mínimo de qualidade que queríamos. Nós queremos que Hearthstone seja natural, divertido, engajador e tenha boa interação com celulares assim como no PC e tablets.

Então tivemos que fazer muitas mudanças e passamos por alguns desafios de design para chegar até onde estamos e agora sentimos que você pegará um celular e será tão natural e divertido como é no PC e tablet. Mas uma coisa boa dessas mudanças é que ele vai funcionar entre o PC e o tablet compartilhando a mesma conta.

E não é só isso: você vai poder trocar seu dispositivo e continuar com o mesmo jogo, se você quiser. Um exemplo é: se você está (jogando no) PC, mas precisa sair pra passear com o cachorro e então é só pegar o celular, abrir o Hearthstone e você pode transferir o jogo e continuar onde estava. Essa transição é muito importante pra gente porque nós queremos que você consiga jogar Hearthstone qualquer que seja seu estilo de vida e de um modo que seja conveniente para você.

hearthstone2

Então houve algumas features ou elementos que tiveram que ser tirado da versão de celulares para se encaixar?

Yong Woo: A versão de celulares terá 99% das features presentes nas outras versões. Você vai poder jogar todas as “aventuras”, montar seu deck e jogar com amigos. Existem algumas diferenças no modo como a interface funciona, mas você terá a mesma experiência.

Qual é o plano de vocês para o futuro de Hearthstone? É algo similar com o WoW, ter o mesmo jogo base e só lançar expansões de tempos em tempos ou existe alguma possibilidade de ver um Hearthstone 2 algum dia?

Eric Dodds: (risos) Nós certamente estamos focados em Hearthstone, então não há absolutamente nenhum plano para um Hearthstone 2. Nós vamos lançar muito mais conteúdo e adicionar features e, claro, tem também a versão de celulares, vamos ficar trabalhando em coisas do tipo, em dar suporte para o ambiente de eSport.

Então o nosso plano é continuar com Hearthstone por muito, muito tempo e nós acreditamos que esse é um jogo que as pessoas podem ficar jogando por muitos anos.

Yong Woo: Sim, nós vamos continuar adicionando mais conteúdo em um ritmo razoável para o jogo permanecer empolgante (…) Honestamente, ainda temos tantas coisas boas para fazer em Hearthstone e nós só começamos a arranhar essa superfície…

Por exemplo, uma coisa que queremos fazer é melhorar as maneiras de aproveitar o jogo com os amigos. Mesmo com as pequenas melhorias que fizemos no Montanha Rocha Negra, onde você pode assistir à partida de seu amigo e quando ele ganha, você receberá cards. Isso mostra o quanto estamos só arranhando a superfície de todas as coisas legais que podemos fazer. Vamos fazer muito mais ainda.