Ninguém está dizendo que Schmidt saiu por causa de confusões na App Store, ou mesmo em consequência da recente investigação do FCC (Comissão Federal de Comunicações americana) sobre a maneira como a Apple lida com os apps do Google Voice, mas estes pequenos incidentes podem ter sido lembretes que de, por mais que as duas empresas tenham trabalhado juntas nos últimos anos, elas são concorrentes em diversos mercados, de navegadores a serviços online para celulares a, em breve, sistemas operacionais. Sobre isso, o breve press release não mede palavras:

Infelizmente, à medida que o Google penetra mais e mais nos negócios da Apple, com o Android e o Chrome OS, a efetividade de Eric enquanto membro do conselho de diretores da Apple vai diminuindo consideravelmente, já que ele terá que se recusar a participar de porções cada vez maiores de nossas reuniões, devido a potenciais conflitos de interesse.

Desta forma, nós chegamos mutuamente à conclusão de que este é o momento certo para que Eric se desligue de sua posição.

É difícil precisar se essa "decisão mútua" foi tipo o Eric chegando pro pessoal e dizendo "beleza, já deu pra mim", ou os outros membros efetivamente dizendo a ele para fazer a sua trouxinha e picar a mula. Mas de qualquer forma, parece que o inevitável já está acontecendo: o Google está entrando em seu próximo estágio evolucionário como uma empresa de tecnologia — um estágio cheio de fanboys e flamewars, posts engraçadinhos em blogs e controvérsias semanais. Escolha seu lado; isso deve ficar divertido.