Os smartphones dobráveis de tela flexível são a mais recente tendência da indústria. Muitas marcas lançaram seus modelos nos últimos meses, e até gente que não é do meio quer se aventurar, de um jeito meio estranho, que parece golpe, com uma propaganda ousada e esquisita. Estamos falando de Roberto Escobar, irmão do falecido traficante colombiano Pablo Escobar, e seu Escobar Fold 2.

O Escobar Fold 2 é o segundo modelo apresentado por Roberto. O primeiro foi anunciado em dezembro do ano passado e era muito parecido (para dizer o mínimo) com o Royole FlexPai — que foi o primeiro aparelho desse tipo a ser lançado no mundo, diga-se.

Na época, causou estranheza o preço baixo, de apenas US$ 349, bem mais barato que os concorrentes, que estão na casa dos quatro dígitos.

Pois bem, o primeiro modelo ainda nem começou a ser entregue e o Escobar Fold 2 já foi anunciado com preços a partir de apenas US$ 399 e especificações e visual praticamente idêntico ao do Galaxy Fold da Samsung — o que aumenta ainda mais a suspeita de que se trata de um golpe.

Aliás, o anúncio em si foi bastante, digamos, peculiar. Em um vídeo publicado no YouTube, duas mulheres de biquíni colocam óculos de proteção coloridos e descem a marreta sem dó em um Galaxy Fold (e em alguns Galaxy J2 Core também) enquanto a tela dele mostra um “RIP Samsung” — tudo isso com uma estética que remete ao clipe de “Satisfaction”, de Benny Benassi, um clássico da música eletrônica.

O comunicado divulgado pela marca diz que os preços baixos são possíveis porque “nós cortamos os preços e damos aos clientes descontos diretos sob o guarda-chuva da marca Escobar”. O texto também garante que “ninguém está comprando nada na China de fábricas secundárias”.

O Escobar Fold 2 já está em pré-venda, mas eu não arriscaria.

[PR Newswire, Android Authority]