Nós odiamos esperar. Seja pelo cara da TV a cabo ou entrega de encomenda, é algo entediante e irritante. Mas a Amazon e a 7-Eleven, rede americana de lojas de conveniência, se uniram para resolver esse problema – para pacotes, pelo menos – na forma de guarda-volumes automáticos.

Chamado simplesmente de “O”, o projeto experimental da Amazon permite a moradores do bairro Capitol Hill de Seattle (EUA) direcionarem seu pacotes para uma das lojas no bairro, e acessá-los digitando um código numérico na máquina. Quando alguém faz uma compra pela Amazon e tem um CEP elegível, a pessoa pode escolher para onde o pacote será enviado – para o guarda-volumes, ou para sua casa.

A ideia não é nova: a rede Lawson, no Japão, já tem guarda-volumes para receber pacotes da própria Amazon há anos; a ByBox recebe pacotes no Reino Unido, colocando-os em guarda-volumes presentes até em estações de metrô; e na Alemanha, a DHL tem desde 2001 a Packstation, estação automática para receber pacotes semelhante às que você vê acima.

A notícia do guarda-volumes da Amazon/7-Eleven apareceu pela primeira vez no jornal The Daily, e John Cook da GeekWire conseguiu descobrir em quais lojas estavam os guarda-volumes. Se a ideia der certo, seria incrível, já que a Amazon pode expandir o conceito: faça parceria com uma empresa de varejo com horários estendidos (a 7-Eleven abre das 7h às 23h), e que tenha várias lojas numa mesma cidade, e use-as para as entregas. Presta atenção, FedEx! [GeekWire via This Is My Next]