De longe, esta é a foto mais espetacular e insana de uma aurora boreal que eu já vi na vida. Quando mostrei esta foto em nossa reunião virtual, a reação unânime foi de completa admiração. 

Auroras emitem luz por causa da emissão de fótons por átomos de oxigênio e nitrogênio na atmosfera superior. Esses átomos ficam estimulados – ou ionizados – pela colisão com partículas do vento solar, que são aceleradas pelo campo magnético da Terra. À medida que os átomos ficam ionizados ou voltam a seu estado normal, eles emitem energia visível. Quando é um átomo de oxigênio, a luz emitida é ou verde ou vermelho com marrom, dependendo do grau de energia absorvido pela molécula. O azul surge quando o nitrogênio é ionizado, e vermelho quando volta a seu estado normal. 

Esta foto foi tirada por Ole Christian Salomonsen em Tromsø, Noruega, usando exposição longa. Por isso você consegue ver os rastros dos satélites e um avião cruzando o firmamento. 

Veja todas as belíssimas fotos do Salomonsen no Flickr: [Ole Christian Salomonsen via APOD]