Esta imagem, capturada pelo Telescópio Espacial Hubble, mostra a Corrente de Magalhães: uma grande faixa de gás que se estende por quase metade da nossa galáxia. Mas ela também resolve um mistério de 40 anos: de onde ela vem?

A imagem mostra como a Pequena Nuvem de Magalhães e a Grande Nuvem de Magalhães – duas galáxias-anãs que orbitam na nossa Via Láctea – estão no começo do fluxo gasoso. Desde a descoberta nos anos 70, cientistas se perguntam se o gás vem de uma ou de ambas as nuvens.



Agora, observações do Hubble confirmaram que a corrente original surgiu quando o gás foi retirado da Pequena Nuvem de Magalhães a cerca de 2 bilhões de anos atrás. Em seguida, muito mais recentemente, um segundo fluxo de gás da Grande Nuvem de Magalhães se juntou à corrente. Caso encerrado! [NASA]

Imagem via NASA