Se uma árvore cai em uma floresta e ninguém está lá para ouvi-la, ela faz barulho? E se uma impressora não precisa de toner, tinta nem papel sulfite, ela ainda é uma impressora? Bem, sim. Usando papel de plástico, este é um jeito bastante ecológico (e caro) de se imprimir.

O papel da impressora PrePeat RP-3100 é feito de plástico PET, o que significa que ele pode ser reutilizado por até 1.000 vezes. Então, se você imprimiu alguma coisa de que não vai mais precisar, o papel pode ser reinserido na impressora, onde a cabeça térmica imprime palavras sem tinta de novo.

A PrePeat RP-3100 pode ser bem ecológica, mas tem suas desvantagens. Ela só imprime em preto-e-branco, e custa absurdos 5.600 dólares — e cada folha de papel de plástico sai por 3,35 dólares. CADA. (Elas são vendidas em lote de mil.) Tá, não precisa comprar tinta, mas 3,35 dólares é muita coisa. [Sanwa Newtec via CrunchGear]