O projeto da Ponte Maik Nam June Media – em Seul, Coreia do Sul – tem mais de um quilômetro de extensão. Ela terá museus, bibliotecas e shoppings, mas a grande sacada é o sistema anti-gravidade, para ela flutuar sem problemas.

Estas rampas não são nenhum tipo de mecanismo: elas apenas fazem o caminho para os jardins ao lado do rio e às docas:

Cada andar das extensões laterais tem jardins horizontais. A construção usa painéis solares para uso de energia, além de utilizar a água do rio para regulagem climática.

Eu queria algo parecido em Nova York. Caminhar entre o Brooklyn e Manhattan nas pontes atuais é bacana, mas com uma dessas seria mais bacana ainda. [Design Boom]