Esqueça os nanorrobôs. Quem quer saber deles? Afinal, aparentemente nós podemos controlar bactérias vivas diretamente, para que elas façam nossa vontade. Fiquei de cara.

O feito foi realizado — e extensivamente documentado no vídeo acima — por pesquisadores do Laboratório de Nanorrobótica da École Polytechnique de Montréal. As bactérias em questão são conhecidas como bactérias magnetotáticas, que têm bússolas internas que respondem à força do campo magnético. A equipe de pesquisadores usou um campo magnético para reunir as bactérias em massa e manipular seus movimentos para realizar tarefas simples.



Construir uma pirâmide é um exercício divertido, mas as aplicações práticas no futuro podem acabr envolvendo nanorrobôs. Os cientistas já conduziram um grupo de bactérias na corrente sanguínea de um rato; no futuro, eles vão usar a mesma técnica para criar um sistema de propulsão bacterial para nanorrobôs maiores.

Isto é bastante impressionante, ainda mais porque dá pra ver como tudo acontece. [IEEE via PopSci]