Seis placas de vídeo dual-GPU NVIDIA GTX295 e uma GTX275 com um GPU totalizam "massivos 12 teraflops de poder de computação", e elas cabem no gabinete desktop, do tamanho de um PC normal, do Fastra II — e o tornam menor e mais poderoso que o primeiro supercomputador Fastra.

Criado no Vision Lab da Unversidade da Antuérpia, na Bélgica, o FASTRA II é feito com componentes para gaming PCs, mas foi feito para realizar tomografias, "uma técnica usada em scanners médicos para criar imagens tridimensionais dos órgãos internos dos pacientes". A equipe do Vision Lab começou a construir o FASTRA e o FASTRA II porque a reconstrução de imagens tomográficas pode demorar semanas em um computador normal; então eles conseguiram construir este supercomputador razoavelmente pequeno de 6.000 euros (cerca de 15.000 reais). Nada mal para algo voltado somente para reduzir o tempo de processamento deles. [Fastra]