Sem plugins. Sem Flash. Apenas um port em HTML5 da engine do Quake II.

Aparentemente, alguns caras no Google decidiram usar o seu tempo extra de modo muito, muito produtivo:

Nós começamos pelo Jake2, um port existente da engine do Quake II para Java, então usamos o Google Web Toolkit (junto com WebGL, WebSockets e muito retrabalho) para fazer uma compilação cruzada para JavaScript. Você pode ver o resultado no vídeo acima. Nós ficamos honestamente surpresos de ver o jogo passar dos 30 frames por segundo nos nossos laptops!

Coisa maravilhosa. [Google Web Toolkit Blog via TechCrunch]