A Policy Horizons Canada é uma organização federal que cria planejamentos baseados em predições: eles analisam os dados que temos hoje e antecipam soluções das quais só precisaremos daqui a alguns anos. Trabalhando junto com especialistas de diversas áreas, a organização desenvolveu o Meta-Scan 3: Emerging Technologies, um estudo que visa a analisar desde as tecnologias que já estão começando a avançar até aquelas que ainda estão engatinhando e como elas evoluirão nos próximos 15 anos. O resultado são previsões de quando vários tipos diferentes de tecnologia estarão disponíveis e, posse desses dados, a equipe convidou Michell Zappa, um especialista em visualização de dados da Envisioning, para criar infográficos que mostrassem todas as previsões geradas pelo estudo.

Na semana passada, a PHC disponibilizou todos os infográficos do Meta-Scan 3. Eles mostram previsões sobre quando certas tecnologias começarão a ser desenvolvidas, quando elas se tornarão economicamente viáveis e quando chegarão ao público. Você pode ver as previsões para tecnologias aplicadas à agricultura, à neurotecnologia, à nanotecnologia e materiais, à saúde, às tecnologias digitais e à energia.

Separamos algumas das previsões mais interessantes de algumas das áreas contempladas pelo exercício. Clique nas imagens para ver os gráficos em tamanho maior.

Agricultura e manufatura
agricultura

2019 – Sensores para plantações – Não será mais necessário medir a quantidade de fertilizantes necessária em cada solo. Sensores de alta definição conseguirão informar de quanto fertilizantes cada área precisa e sensores óticos ou drones irão monitorar a “saúde” das grandes plantações.

2021 – Robôs agricultores – Conhecidos como agbots, esses robôs farão com que a maior parte dos processos agrícolas se torne definitivamente automatizada.

2026 – Fazendas robóticas – A junção dos robôs agricultores com sensores microscópicos fará com que seja possível criar fazendas automatizadas que praticamente não precisam de intervenção humana para funcionar.

Neurotecnologia e cognição
neuro

2016 – Biofeedback neural – Será possível obter biofeedback cerebral das pessoas em tempo real. Assim, o cérebro poderá ser melhor analisado e as principais funções do sistema nervoso poderão ser controladas artificialmente.

2022 – A próxima geração da neurofarmacologia – Nesta data, unindo os conhecimentos tecnológicos que estarão disponíveis a um maior entendimento do sistema nervoso, será possível desenvolver drogas cada vez mais sensíveis e específicas. Isso poderá ajudar, por exemplo, pessoas com depressão que precisam experimentar vários remédios diferentes até encontrarem um ao qual o organismo delas consegue se adaptar.

2026 – Interfaces cérebro-cérebro – Nessa data, os especialistas esperam que já tenham sido implementadas interfaces cerebrais que possibilitam a tradução de pensamentos, sensações e impulsos para sinais digitais. Esses sinais poderão ser convertidos em bancos de dados que farão com que as informações possam ser transmitidas de um cérebro a para outro através da mediação de uma rede. Ou seja: será possível fazer telepatia pela internet. Lembra do treinamento do Neo ao entrar na Matrix? Estaremos começando a nos aproximar daquele conceito.

Nanotecnologia e ciência dos materiais

screen2

2017 – Materiais auto-regenerativos – É possível que daqui a três anos já tenhamos disponíveis uma classe de smart materials que sejam capazes de se regenerar de pequenos danos, como arranhões e pedacinhos quebrados. Pense numa carcaça de telefone que você não precisa se preocupar em não arranhar ao colocar no bolso junto com suas chaves e mais um monte de quinquilharias.

2022 – Grafeno – Segundo as previsões, esse será o ano em que o grafeno passará a ser utilizado em larga escala em coisas como telas de computadores e celulares, células solares mais baratas, sensores médicos, baterias que carregam mais rápido e ultracapacitores.

2026 – Smart materials Os pesquisadores acreditam que nesse ano já teremos materiais criados para exibir determinadas propriedades de acordo com alguns fatores externos, como estresse, temperatura, pH e campos elétricos e magnéticos.

Saúde
saude

2016 – Medicina personalizada – O estudo do genoma acabará levando a banco de dados que guardam os genomas de cada pessoa. Assim, os pacientes poderão ter suas medicações prescritas de acordo com seu genótipo.

2022 – Manipulação pré-natal de genes – Nesse ano, de acordo com os estudiosos da área, será possível faz a manipulação direta de um embrião ou feto usando biotecnologia.

2027 – Órgãos aprimorados – Órgãos artificiais que funcionam melhor do que os naturais poderão ser implantados em corpos humanos. Um exemplo são as células vermelhas artificiais do sangue, que carregam oxigênio de maneira 200 vezes mais eficiente que as naturais.

Tecnologias digitais e comunicação

screenq1

2016 – 5G – Os especialistas acreditam que em 2016 já estaremos com o 5G e que essa será a fase mais incrível da comunicação mobile.

2025 – Telepresença – Para 2025 estão prometendo a criação de um kit tecnológico que permite que uma pessoa esteja num lugar onde seu corpo físico não está presente. Em outras palavras: hologramas que poderão ser utilizados em tempo real. E não, os especialistas não disseram nada sobre teletransporte :(

2026 – Plataformas estratosféricas – Grandes naves em forma de plataforma que permanecerão flutuando a uma altura entre 17 e 22 quilômetros de altura sobre as cidades. Elas servirão como satélites de órbita baixa para telecomunicações.

Você pode fazer o download de todos os infográficos aqui.

[Via Business Insider]